Maconha Sativa e Indica, qual a diferença? Que maconha se compra no Brasil?

Indica e sativa são os dois principais tipos de cannabis. Veja como distingui-los.

A cannabis é uma das culturas mais antigas da humanidade, registros de seu cultivo desde milhares de anos atrás podem ser encontrados.

Hoje, é amplamente aceito que a maconha tem duas espécies diferentes: Cannabis indica e Cannabis sativa. Os cruzamento desses dois tipos levou a uma ampla variedade de espécies com as mais diferentes características.

As diferenças entre indica e sativa permanecem um assunto de muito debate, especialmente entre os cientistas que estudam a planta. No entanto, a maioria concorda que as plantas indica e sativa se diferenciam em uma serie de fatores.

APARÊNCIA

A forma mais aceita para diferenciar indica de sativa é pela aparência, ou o que os cientistas chamam de morfologia.

Plantas Sativa são altas, vagamente ramificada e tem, folhas longas e estreitas. Elas são geralmente cultivadas ao ar livre e pode atingir alturas de até 20 pés.

As plantas Indica são curtas, densamente ramificada e tem folhas mais largas. Eles são mais adequadas para o cultivo em ambientes fechados.

fonte: leafscience

fonte: leafscience

EFEITO

Além da aparência, as plantas de sativa são comumente acreditavam ter efeitos diferentes sobre os seus utilizadores. Estes efeitos incluem:

Sativa

  • mais energética
  • traz sensações cerebrais, te deixa um pouco distante, avoado, pode até ser levemente alucinógena
  • mais adequada para o uso durante o dia

Indica

  • relaxante e calmante
  • sensação corporal, dá aquela derrubada
  • mais adequada para uso noturno
fonte: bestfriendsamsterdam

fonte: bestfriendsamsterdam

No entanto, nenhum estudo científico confirmou essas diferenças, e há algumas dúvidas sobre sua acuracidade. Na verdade, a história sugere uma diferença muito mais simples entre indica e sativa.

A classificação original de Cannabis indica foi feito pelo biólogo francês Jean-Baptiste Lamarck em 1785.

Lamarck observou que certas plantas de maconha da Índia eram inebriante e poderiam ser transformadas em haxixe. Mas as culturas de maconha tradicionais, que eram mais comuns na Europa, não teriam os mesmo efeito sobre a mente.

Ele então batizou essa erva indiana como Cannabis Indica nome para distingui-la do cânhamo Europeu, que era conhecido na época como Cannabis Sativa. Posteriormente, Cannabis indica, foi especificamente reconhecido como um terapêutico na medicina ocidental durante os anos 1800.

fonte: topmmj

fonte: topmmj

Origem / Genética

Os cientistas que estudaram as diferenças entre indica e sativa já apresentaram uma série de teorias baseadas na genética. Uma teoria que prevalece baseia-se na produção genética de THC e CBD.

Plantas que produzem níveis elevados de THC expressam genes que se codificam para a enzima THCA sintase. Esta enzima converte CBG em THCA, que se torna THC, quando aquecido. Estas plantas são normalmente consideradas indica.

Por outro lado, algumas plantas expressam genes que codificam para a enzima CBDA sintase. Esta enzima converte CBG em CBDA, o precursor da CBD, em vez disso. Estas plantas são normalmente considerados sativa.

Com base nesta explicação, plantas Indica têm alta proporção de THC versus CDB e plantas sativa têm alta proporção de CBD versus THC.

O problema é que, hoje, muitas espécies produzem diferentes quantidades de ambas as enzimas. Alguns pesquisadores acreditam que isso é devido a hibridação dos conjuntos de genes, o que explica por que algumas sativas são ricas em THC e alguns indicas não são.

Também tem sido proposta uma teoria alternativa com base na origem geográfica. Acredita-se que uma espécie original de cannabis tenha originado na Ásia Central antes de se separarem em grupos genéticos distintos de sativa e indica

Tentativas recentes para distinguir sativa versus indica têm contado com uma combinação de teorias geográficas e genéticas. A existência de algumas espécies raras, tais como Cannabis Ruderalis, também tem sido sugerida, mas muito sobre elas permanece desconhecida.

fonte: buydutchseeds

fonte: buydutchseeds

No Brasil, mesmo que comprar maconha ainda seja ilegal, sabemos que a erva é amplamente consumida. A maconha mais difundida por aqui, o famoso prensado, é proveniente principalmente do Paraguai e de algumas regiões do nordeste Brasileiro. Essa maconha até por sua origem e suas características de plantação é principalmente a Cannabis Sativa.

maconha_prensada

E como diria Marcelo D2… “Quer me prender só porque eu fumo Cannabis Sativa, na cabeça ativa, na cabeça ativa?”

Fonte: leafscience

3 Responses to “Maconha Sativa e Indica, qual a diferença? Que maconha se compra no Brasil?

  • Podia rolar degustação pra comprar as ervas, tipo o que a galera faz com cerveja e vinho hein… kkkkkk

  • Sergio Guedes
    3 anos ago

    Irado o conteúdo do site hein. Vamo luta pra legalizaaaee!

  • me vê uma sativa, por favor!!! kkkkk

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *